Lei nº 6.894


LEI Nº 6.894, DE 16 DE DEZEMBRO DE 1980.
Publicado no DOU de 17.12.1980
Dispõe sobre a inspeção e a fiscalização da produção e do comércio de fertilizantes, corretivos, inoculantes, estimulantes ou biofertilizantes, remineralizadores e substratos para plantas, destinados à agricultura, e dá outras providências.

O PRESIDENTE DA REPÚBLICA ,

Faço saber que o CONGRESSO NACIONAL decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Art. 1º
A inspeção e a fiscalização da produção e do comércio de fertilizantes, corretivos, inoculantes, estimulantes ou biofertilizantes, remineralizadores e substratos para plantas, destinados à agricultura, são regidos pelas disposições desta Lei. (Redação dada pela Lei nº 12890, de 2013)
Art. 2º
A inspeção e a fiscalização previstas nesta Lei serão realizadas pelo Ministério da Agricultura.
Paragráfo único. O Ministério da Agricultura poderá delegar a fiscalização do comércio aos Estados, ao Distrito Federal e aos Territórios.
Art. 3º
Para efeitos desta Lei, considera-se.
a)
fertilizante, a substância mineral ou orgânica, natural ou sintética, fornecedora de um ou mais nutrientes vegetais;
b)
corretivo, o material apto a corrigir uma ou mais características desfavoráveis do solo;
c)
inoculante, a substância que contenha microorganismos com a atuação favorável ao desenvolvimento vegetal; (redação dada pela lei nº 6.934, de 1981)
d)
estimulante ou biofertilizante, o produto que contenha princípio ativo apto a melhorar, direta ou indiretamente, o desenvolvimento das plantas;
e)
remineralizador, o material de origem mineral que tenha sofrido apenas redução e classificação de tamanho por processos mecânicos e que altere os índices de fertilidade do solo por meio da adição de macro e micronutrientes para as plantas, bem como promova a melhoria das propriedades físicas ou físico-químicas ou da atividade biológica do solo; (incluído pela lei nº 12890, de 2013)
f)
substrato para plantas, o produto usado como meio de crescimento de plantas. (incluído pela lei nº 12890, de 2013)
Art. 4º
As pessoas físicas ou jurídicas que produzam ou comercializem fertilizantes, corretivos, inoculantes, estimulantes ou biofertilizantes, remineralizadores e substratos para plantas são obrigadas a promover o seu registro no Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, conforme dispuser o regulamento. (Redação dada pela Lei nº 12890, de 2013)
§ 1º
(VETADO).
§ 2º
Os produtos a que se refere este artigo deverão ser igualmente registrados no Ministério da Agricultura.
§ 3º
Para a obtenção dos registros a que se refere este artigo, quando se tratar de atividade de produção industrial, será exigida a assistência técnica permanente de profissional habilitado, com a conseqüente responsabilidade funcional. (Incluído pela Lei nº 6.934, de 1981)
Art. 5º
- A infração às disposições desta Lei acarretará, nos termos previstos em regulamento, e independentemente de medidas cautelares, a aplicação das seguintes sanções. (Redação dada pela Lei nº 6.934, de 1981)
I -
advertência:
II -
multa igual a 5 (cinco) vezes o valor das diferenças para menos, entre o teor dos macronutrientes primários indicados no registro do produto e os resultados apurados na análise, calculada sobre o lote de fertilizante produzido, comercializado ou estocado;
III
- multa de até 1.000 (mil) vezes o maior valor de referência estabelecido na forma da lei nº 6.205, de 29 de abril de 1975, aplicável em dobro nos casos de reincidência genérica ou específica; (redação dada pela lei nº 6.934, de 1981)
IV -
condenação do produto;
V -
inutilização do produto;
VI -
suspensão do registro;
VII -
cancelamento do registro;
VIII -
interdição, temporária ou definitiva, do estabelecimento. (Redação dada pela Lei nº 6.934, de 1981)
§ 1º
A multa poderá ser aplicada isolada ou cumulativamente com outras sanções.
§ 2º
- A aplicação das sanções previstas neste artigo não prejudicará a apuração das responsabilidades civil ou penal das pessoas físicas e jurídicas e dos profissionais mencionados no § 3º do art. 4º. (Redação dada pela Lei nº 6.934, de 1981)
Art. 6º
- A inspeção e a fiscalização serão retribuídas, respectivamente, por preços públicos e taxas calculadas com base no maior valor de referência resultante da Lei nº 6.205, de 29 de abril de 1975,de acordo com a tabela anexa. (Redação dada pela Lei nº 6.934, de 1981) (Vide Decreto-lei 1.899, de 1981)
§ 1º
- A inspeção será efetuada sempre que houver solicitação por parte das pessoas físicas ou jurídicas referidas nesta Lei. (Redação dada pela Lei nº 6.934, de 1981)
§ 2º
Nos termos do regulamento, o Ministro de Estado da Agricultura estabelecerá os valores e a forma de recolhimento dos preços públicos.
§ 3º
- Para efeito do disposto neste artigo, considera-se. (Incluído pela Lei nº 6.934, de 1981)
a)
inspeção - a constatação das condições higiênico-sanitárias e técnicas dos produtos ou estabelecimentos; (incluída pela lei nº 6.934, de 1981)
b)
fiscalização - a ação externa e direta dos órgãos do poder público destinada à verificação do cumprimento das disposições aplicáveis ao caso. (incluída pela lei nº 6.934, de 1981)
Art. 7º
O Poder Executivo determinará as providências que forem necessárias ao controle da inspeção e da fiscalização previstas nesta Lei.
Art. 8º
Esta Lei entrará em vigor na data de sua publicação.
Art. 9º
Revogam-se a Lei nº 6.138, de 8 de novembro de 1974, e demais disposições em contrário.
Brasília, em 16 de dezembro de 1980; 159º da Independência e 92º da República.
JOÃO FIGUEIREDO
Ângelo Amaury Stábile